Mulheres sobreviventes da Síria

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

03 de janeiro de 2017.

 

“Sei que elas precisam desse treinamento, de ajuda prática, mas também precisam de encorajamento e muita oração”

Halimah* esteve com um grupo de mulheres cristãs, na Síria, e passou um tempo ouvindo sobre a atual situação delas. “O país está perdendo seus homens para a guerra. O desafio de encontrar um marido para essas mulheres está sendo cada vez maior, principalmente para as mais jovens”, explica a colaboradora que trabalha oferecendo treinamento para elas.

“Essas mulheres sobreviveram à guerra e agora vão enfrentar uma nova fase de dificuldades em suas vidas”, disse. Halimah é iraquiana e quando tinha sete anos de idade, a guerra no Iraque começou e sua família precisou fugir do país. “Essas mulheres sabem que eu compartilho com elas a minha própria história e as experiências que vivi”, conta.

“Nossos irmãos foram embora e agora temos que fazer muitas coisas que não fazíamos sendo mulheres. Estamos desenvolvendo músculos de tanto carregar água e trabalhar como os homens trabalhavam”, desabafou uma delas que diz se sentir sozinha.

Antes da guerra, as mulheres de até 26 anos de idade já estavam pensando em se casar, logo após terminar os estudos na universidade. “Uma mulher com 28 anos já era considerada velha para o casamento, agora essa faixa etária subiu para 34 ou 36 anos, devido as circunstâncias. Muitas se questionam: ‘como será depois que perdermos nossos pais?’. Elas sentem medo de ficarem sozinhas”, compartilha.

Segundo Halimah, essas mulheres sobreviventes são fortes e convictas de sua fé em Cristo. “Esse treinamento tem ajudado muito essas guerreiras. Eu fico feliz de ver essa determinação nelas. Sei que elas precisam desse treinamento, de ajuda prática, mas também precisam de encorajamento e muita oração”, finaliza a colaboradora. Ore pelas mulheres cristãs na Síria.

*Nome alterado por questões de segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||