Militante deixa o Boko Haram e convida outros a se arrependerem

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

11 de setembro de 2017.

 

Um desertor do Boko Haram convocou antigos militantes extremistas para se arrepender e deixar o grupo islâmico. Bana Umar, da cidade nordeste de Banki, na Nigéria, tinha 27 anos quando se juntou ao Boko Haram em 2014, no mesmo ano em que o grupo raptou quase 300 estudantes na cidade de Chibok. Umar disse que foi atraído por um amigo para se juntar ao grupo para "lutar e matar todos os infiéis".

Naquela época, ele disse que era "emocionante" e as condições de vida eram boas porque o Boko Haram governava grande parte dos estados de Borno, Yobe e Adamawa, e tinha liberdade para operar nas regiões. “A vida é difícil para os militantes. Não é o que costumava ser no passado. É difícil encontrar alimentos para todos”, disse Umar.

No dia 18 de agosto, ele fugiu junto de outro extremista e a esposa do comandante para quem Umar costumava trabalhar como guarda-costas, apesar do risco de ser capturado e morto. "Eu os chamo para o arrependimento, em especial aqueles que querem sair, mas têm medo. Tento mostrar que os militantes não fazem nada para quem se arrepende voluntariamente. Eu saí e não fui prejudicado. Ninguém colocou a mão em mim", disse ele.

Umar disse que escutou no rádio que os desistentes do Boko Haram seriam bem recebidos e não punidos, por isso elaborou o plano de fuga.

"Muitos de nós ouvimos as estações de rádio", disse ele. "Quando ia dormir, pensava na minha vida e no que fazemos. Percebi que todas as nossas atividades são más. Nós matamos, roubamos e tiramos as pessoas de suas propriedades em nome da religião. Mas o que estamos fazendo não é religião. Um dia, fiquei farto do grupo", acrescenta.

Ele disse que mais de 1.000 membros do Boko Haram gostariam de deixar o grupo. "Até mesmo alguns fundadores querem sair porque os soldados intensificaram a guerra, que não era assim no passado", desabafa Umar.

Pedidos de oração

·     Ore pelo arrependimento e mudança de mentalidade dos militantes do Boko Haram, e para que Deus dê a eles a oportunidade de mudar de vida.

·     Interceda pela proteção de Umar e daqueles que deixaram o grupo.

·     Peça ao Senhor que eles encontrem formas de se reintegrar à sociedade e que os cristãos os perdoam e os recebam com o amor de Cristo.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||