Mianmar: Como um pastor alcançou uma aldeia para Cristo

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

16 de novembro de 2017.

 

Pastor Dano* é um soldado reformado do exército na casa dos 60 anos. Depois de receber uma visão, entendeu que deveria se envolver no serviço a Deus. Então ele falou diretamente com o chefe da aldeia que gostaria de dar aulas para as crianças gratuitamente. Os líderes aceitaram a proposta, mas o advertiram a não pregar o evangelho. Ele teve que assinar um acordo para isso. Mesmo assim, começou a ensinar versículos bíblicos e canções cristãs para as crianças. 

Dano criou o hábito de orar diariamente pelo vilarejo através de caminhadas de oração de madrugada. Ele conta com o apoio de sua família, que ora e jejua com ele. Seus filhos são sempre ameaçados na escola por professores e alunos, e pressionados a fazer orações budistas. Muitas vezes o chefe e vice-chefe da aldeia o procuraram para matá-lo, mas ele sempre escapou de forma miraculosa. 

Um dia, o filho do vice-chefe ficou possuído por demônios. O monge budista não conseguiu ajudá-lo. E quando todas as esperanças haviam-se esgotado, ele foi procurar o pastor Dano, pois se lembrou de que quando ele orava pelos enfermos, eles eram curados. “A família do vice-chefe pensou que eu estaria bravo com eles e me recusaria a ajudar, mas eu vi isso como uma oportunidade de alcançá-los”, compartilha o irmão. 

Milagres

Depois de orar e jejuar por três dias, Dano foi à casa do jovem. Quando o rapaz o viu, saiu correndo, e disse: “Esse homem vai me pegar”. Após queimar o santuário que havia na casa, ele clamou o nome de Jesus e, finalmente, o demônio saiu do rapaz. Não somente esse demônio foi expulso, mas todos os espíritos da aldeia foram embora. Alguns líderes religiosos fizeram sacrifícios para os demônios voltassem, mas nada aconteceu. Eles imploraram ao pastor que trouxesse os espíritos de volta. Ele, então, foi orar em cada local de santuário do vilarejo. 

No dia seguinte, todos os santuários apareceram queimados. Ninguém sabe como isso aconteceu, foi um milagre. Diante disso, a família do vice-chefe e outras quatro famílias aceitaram a Jesus. Aos poucos, outros moradores da aldeia também vieram a Cristo. Muitos que se opunham ao cristão, passaram a ouvi-lo e acatar suas orientações. Agora todo a aldeia adora a Jesus. O pastor Dano pastoreia uma igreja lá e pretende alcançar mais dois vilarejos budistas. O pastor participou do curso da Portas Abertas sobre aconselhamento para casais. “Muitas das experiências pelas quais passei teriam sido mais fáceis de suportar se eu tivesse tido aconselhamento”, conclui. 

Revista Portas Abertas
Você pode ler outras histórias de cristãos ex-budistas na Revista Portas Abertas desse mês. Seja edificado através da fé desses irmãos e descubra como pode se envolver mais com a Igreja Perseguida. Se você ainda não recebe a revista, saiba como receber

*Nome alterado por motivos de segurança. 

Pedidos de oração

  • Louve a Deus pela coragem do pastor Dano e peça por proteção e força para ele e sua família.
  • Agradeça a Deus pelas famílias que aceitaram Jesus e peça que recebam bom discipulado e cresçam na fé.
  • Ore pelos outros dois vilarejos que o pastor deseja alcançar. Que os corações sejam terra fértil para a semente da palavra de Deus. 

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||