Menina etíope tem vida transformada ao conhecer a Jesus

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

15 de junho de 2019.

Amanhã (16), é celebrado o Dia da Criança Africana. A África é um continente com muitas faces, o que resulta em diversas crenças religiosas. Apesar de alguns de seus países adotarem o cristianismo como religião principal, há tradições tribais que permanecem com muita força. Nesse cenário, as crianças são extremamente influenciadas por suas famílias e comunidades. Esse é o caso de Berhane*, que nasceu em uma família de devotos Waqafeta, na Etiópia.

Eles acreditam no deus Waaqaa, sendo parte de uma religião tradicional entre os oromas, povo local. Enquanto crescia, Berhane dedicava seu tempo livre servindo ao kalicha, um mensageiro do deus Waaqaa. Isso resultava em regulares e aterrorizantes pesadelos com espíritos que queriam fazer mal a ela. Além disso, dores de cabeça constantes também a tiraram da escola por longos períodos.

Em uma dessas vezes, ela ouviu um hino cantado por vizinhos cristãos. Apesar de seu ódio, aquilo entrou em seu coração sem que percebesse. Depois, ouviu o evangelho na escola, porém continuou resistindo. Certo dia, durante uma adoração com o kalicha, ela falou as palavras do hino cristão. Aquilo foi confuso e perturbador, mas finalmente a levou a entregar sua vida a Cristo.

Consequências de seguir a Cristo

Essa decisão teve resultados severos. Sua família a expulsou de casa e se recusou a ter qualquer tipo de contato com ela por muitos anos. É difícil para uma garota sobreviver à expulsão de casa em comunidades tradicionais. Foi necessária a graça extraordinária de Deus para que Berhane permanecesse firme. Uma família cristã a acolheu, assim, ela tinha um lugar seguro para ficar e alimento para comer, porém, seu coração se encheu de dor pela perda da família.

Ela decidiu dedicar tempo para aprender mais sobre Jesus e orar por sua família. Enquanto crescia no conhecimento de Cristo, seu amor por ele se fortalecia. Finalmente, Berhane se tornou uma evangelista em áreas perigosas. “Eu chego a lugares com o evangelho onde ninguém se atreve a ir. Mesmo pastores de igrejas não se arriscam a ir lá e começar um trabalho. Eu vou e então eles vêm depois. Mas Deus é meu pastor, ele caminha comigo”, declara.

Essa coragem tem valido a pena. Mesmo sendo apenas uma adolescente, Berhane já ajudou a plantar nove igrejas. Uma delas em uma área extremamente hostil. “Deus realizou um milagre e há uma grande igreja agora”. Ela ora fervorosamente para que mais pessoas se unam a esta importante missão. “É muito trabalho apenas para mim. Ore para que Deus supra todas as nossas necessidades para cumprir esse ministério”, conclui.

*Nome alterado por segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||