Mais um Estado do México afetado pela perseguição

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

23 de junho de 2018.

 

O México estreou bem na Copa, ganhando de 1x0 da Alemanha. Hoje entra em campo confiante contra a Coreia do Sul. No entanto, a Federação Mexicana de Futebol foi multada pela FIFA pelos gritos homofóbicos da torcida e terá que pagar 10 mil francos suíços (cerca de 38 mil reais). Na arquibancada e no campo dos direitos humanos o México não tem feito tão bonito. Para surpresa de muitos, o país ocupa a 39ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2018.

Isso significa que cristãos são perseguidos no país por causa da fé. Nas comunidades indígenas, onde costumes e tradições locais prevalecem, os que decidem não os seguir enfrentam violações de direitos básicos. Isso acontece com protestantes, na maioria dos casos, a quem muitas vezes é negado o acesso a serviços médicos, escola e até mesmo a cemitérios locais.

COMO LIDAR COM A PERSEGUIÇÃO

No estado de Hidalgo, a Portas Abertas recentemente realizou um seminário de dois dias, com duração total de 11 horas para ensinar os princípios básicos sobre como permanecer fiel e resiliente diante da perseguição religiosa. O público-alvo eram líderes cristãos e membros da igreja.

O treinamento aconteceu logo depois de um incidente em que uma família cristã foi proibida de enterrar seu bebê recém-nascido no cemitério local em uma cidade do estado de Hidalgo, onde incidentes por motivos religiosos estão aumentando. A uma hora da capital Cidade do México, Hidalgo agora está no mesmo nível de Chiapas e Oaxaca (no sul do país), onde igrejas protestantes enfrentam perseguição sistemática.

Durante o treinamento, cristãos de várias cidades de Hidalgo reclamaram que cerca de 100 famílias cristãs têm sido ameaçadas de ser expulsas de suas comunidades por não cumprir certas regras e tradições. A Portas Abertas questionou o governo local sobre isso e autoridades oficiais responderam que não havia indicação de nenhuma ameaça. A Igreja Perseguida do México precisa das nossas orações para que nossos irmãos possam praticar a fé sem ameaças e ter seus direitos respeitados.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||