Mais de 200 madrassas foram fechadas no Paquistão

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de abril de 2016.

 

Esse tipo de escola vem preocupando o próprio governo, já que as crianças cada vez mais se simpatizam com os valores islâmicos radicais

De acordo com informações do Zee News, 254 escolas (madrassas) foram fechadas no Paquistão, o governo alegou que houve falta de registro e que esse procedimento faz parte do plano de ação nacional de combate ao terrorismo. As madrassas são escolas religiosas islâmicas que oferecem alguma instrução, porém se preocupa muito mais com a memorização do alcorão. Atualmente, esse tipo de escola vem preocupando o próprio governo, já que as crianças cada vez mais se simpatizam com a militância radical. Segundo informações da própria mídia local, os perfis de homens-bomba foram analisados e descobriram que a maioria deles frequentaram madrassas.

"Embora essa atitude da liderança seja um primeiro passo encorajador para as minorias religiosas, sabemos que ainda existem cerca de 35 mil madrassas no Paquistão, de acordo com os relatórios oficiais e pelo menos um terço delas estão difundindo os valores islâmicos radicais. Logo, o Paquistão ainda tem um longo caminho a percorrer", comenta um dos analistas de perseguição. O Paquistão é muito conhecido por incitar o ódio contra os cristãos. Prisões, execuções, sequestros e ataques a igrejas são muito comuns.

O país atualmente ocupa o 6º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa atual. As leis de blasfêmia são frequentemente aplicadas de forma abusiva contra as minorias religiosas, incluindo os cristãos, que são tratados como cidadãos de segunda classe. É muito comum ouvir os muçulmanos chamando os cristãos de "isai" que quer dizer "raça impura". Essa é uma forma de menosprezá-los, já que na cultura paquistanesa os isais são considerados o "lixo da sociedade". Por outro lado, existe um grupo de jovens que realizou uma campanha, no ano passado, a fim de combater esse tipo de discriminação contra os cristãos, mudando essa nomenclatura para "povo do Messias". Esse povo do Messias que está no Paquistão faz parte da família cristã, em suas orações, lembre-se de interceder por eles.

 

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||