Líderes de igreja são multados no Sudão

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

16 de abril de 2018.

 

Já há algum tempo a Igreja Evangélica Presbiteriana do Sudão (SPEC, da sigla em inglês) está envolvida em uma batalha judicial relacionada com um comitê sancionado pelo governo para a igreja. Em fevereiro, o tribunal multou sete líderes da igreja por “objeção às autoridades”, quando o comitê estabelecido pelo governo começou a vender a propriedade da igreja.

Yohanna Tia, um dos líderes, foi multado em 5 mil libras sudanesas, o equivalente a mais de 900 reais. O moderador da igreja, Dawoud Fadul e o Edris Kartina receberam uma multa no valor de 2.500 libras sudanesas (466 reais) cada. Outros três cristãos também foram multados, assim como o diretor da escola da igreja, Ustaz Dauod Musa Namnam. Outras 19 pessoas foram liberadas devido a falta de evidência.

No último dia 11, os homens compareceram ao tribunal novamente. As acusações contra cinco deles foram retiraras por falta de evidência e cinco outros foram condenados por desrespeitar um oficial. A próxima audiência será no dia 23 de abril. Ainda não há informações sobre os nomes dos cinco condenados e dos cinco liberados. Ore por essa situação, para que a justiça de Deus se manifeste. E interceda por toda a Igreja Perseguida do Sudão, país que ocupa a 4ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2018.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||