Líder cristão é gravemente ferido na Nigéria

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

07 de julho de 2017.

 

Durante a invasão de pastores fulanis a uma aldeia nigeriana, um dos líderes da igreja local foi agredido violentamente

Recentemente, a aldeia de Panwasa Mada, que fica no Estado de Nasarawa, parte do Cinturão Médio da Nigéria, foi invadida. A região é conhecida por ser a principal fonte de alimento para o país. Ibrahim Maisaje, líder cristão da igreja local, que estava participando de uma reunião com seus familiares, na ocasião da invasão, foi gravemente ferido pelos fulanis (pastores muçulmanos nômades).

O cenário, antes da ação violenta, era de alegria, pois a comunidade estava no meio da temporada de plantação, e a colheita parecia promissora. Mas, o dia que parecia ser de paz e calmaria, de repente, se transformou num pesadelo para aqueles agricultores. A esposa de Maisage percebeu que havia um gado se alimentando das colheitas. Ultimamente, tem sido muito comum esse tipo de invasão dos fulanis aos pastos verdes de cristãos, que acabam em confrontos inevitáveis.

“Fui falar com um homem fulani, de aproximadamente 20 anos, e ele mudou de semblante assim que me viu. Expliquei sobre o dano que estava sendo causado em nossas plantações”, disse Maisaje. Houve um confronto naquele momento e o líder foi ferido por um machado. “Consegui proteger minha cabeça com a mão esquerda e, durante a luta, dominei o jovem e tirei o machado dele”, conta.

Familiares e amigos correram para prestar socorro e o levaram às pressas ao hospital mais próximo. Dois fulanis foram presos, o agressor e seu irmão (dono do gado). No dia seguinte, o líder compareceu diante das autoridades da Defesa Civil. “O pai dos garotos estava lá e reconheceu o erro dos filhos. Eu os perdoei”, relatou. Houve um acordo para as despesas médicas e demais prejuízos e ambos tiveram que assinar um documento de compromisso de paz entre as partes. Mas não são todos os conflitos entre cristãos e fulanis que terminam bem. Graças a Deus, Ibrahim Maisaje saiu dessa confusão com vida.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||