Liberdade religiosa em pauta no Sudão

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

30 de agosto de 2017.

 

Os Estados Unidos estão engajados em negociar com o governo sudanês a liberdade religiosa da população

Os Estados Unidos (EUA) levantaram a questão da liberdade religiosa no Sudão e propõem diminuir as penalidades e punições que existem hoje por conta da falta de liberdade. Foi o que alegou o novo responsável pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional, Mark Green. Ele conversou com as autoridades governamentais do Sudão sobre as sanções, medidas punitivas, criadas há 20 anos, e ponderaram sobre aliviá-las ou estendê-las. Uma decisão deve ser tomada até dia 12 de outubro.

Green conversou com repórteres após encontro com o primeiro ministro sudanês Bakri Hassan Saleh e disse que os EUA fizeram muitas perguntas e receberam garantias. Mesmo que as questões dos direitos humanos e da liberdade religiosa não sejam as únicas causas da revisão de algumas sanções e punições do governo sudanês, os EUA estão constantemente levantando essa pauta como uma preocupação.

Durante a visita de Green ao Sudão, que durou três dias, ele encontrou-se com várias organizações religiosas, igrejas e advogados. Líderes religiosos queixaram-se de que igrejas foram destruídas pelo governo e líderes foram presos, provocando medo entre os cristãos, que não podem praticar a fé no país de maioria muçulmana. “O governo está empenhado em modificar essas sanções que existem há tanto tampo, e eu estou trabalhando para que o governo americano acelere esse processo”, diz ele.

Pedidos de oração

  • Peça a Deus pelas negociações de liberdade religiosa entre os EUA e o Sudão, para que gerem frutos de paz.
  • Ore pelos cristãos perseguidos do país, que se mantenham firmes e esperançosos no Senhor.
  • Interceda pelo governo do país, que Deus lhes dê sabedoria e discernimento para agir de forma que agrade a ele.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||