“Não posso negar que minha filha esteja entre os cristãos”

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

02 de agosto de 2017.

 

Família de origem muçulmana é pressionada após a conversão de uma menina de 12 anos; a mãe também se converteu recentemente

Kadidja é uma menina cristã de 12 anos, que vive no norte de Camarões, com sua mãe e três irmãos mais novos. A região onde a família mora é dominada pelos muçulmanos. O pai da garota faleceu um tempo atrás e, desde então, sua mãe tem lutado para seguir em frente. A situação delas ficou um pouco mais difícil quando Kadidja foi diagnosticada com cirrose hepática.

Até agora não se sabe como ela contraiu a doença, os médicos dizem que pode ter sido causada por uma infecção viral por hepatite A ou B ou ainda por exposição a produtos químicos, entre outras possibilidades. A doença a faz sentir fraqueza e cansaço o tempo todo, além de apresentar manchas doloridas pelo corpo. Regularmente, ela precisa ir ao hospital para tratamento especializado.

Desde o seu diagnóstico, Kadidja entrou em contato com vizinhos cristãos e, nos últimos anos, ela se converteu ao cristianismo. Desde então, ela aproveitou todas as oportunidades para comparecer à igreja e ter comunhão com os irmãos na fé. “Quando estou na igreja, sinto-me à vontade, apesar de estar com o corpo doente”, confessa. A comunidade muçulmana não está feliz com isso e tem pressionado sua mãe, Haoua, por permitir que sua filha esteja com os “infiéis”. Ela também está recebendo ameaça deles.

Mas Kadidja está determinada. “Sua fé é notável”, disse um líder cristão local. “Não posso negar que minha filha esteja entre os cristãos, eles são tão bons para ela. Deram apoio espiritual e até material. Por tudo o que vi, eu também decidi entregar minha vida a Jesus. Cheguei a pensar que não veria minha filha em pé novamente, mas estou percebendo grandes mudanças agora. Ela está melhorando a cada dia”, conclui a mãe.

Motivos de oração

  • Agradeça a Deus pela vida de Kadidja e ore pela sua cura.
  • Recentemente, a garota se matriculou para o curso preparatório para o batismo. Ore pelos líderes que vão instruí-la, pelo seu crescimento espiritual e para que ela seja um testemunho em sua região.
  • Interceda pelos vizinhos cristãos que estão ajudando Kadidja durante esse processo;
  • Ore pela Igreja Perseguida em Camarões.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||