“Ministrar à igreja perseguida é difícil e perigoso”

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

01 de novembro de 2018.

A equipe da Portas Abertas no Sul da Ásia trabalha com novos convertidos e estava tentando integrar um deles, Mubasher*, a uma igreja local. Mas ele desapareceu. Sua última mensagem para um contato foi: “Obrigado por se importar. Não me procure, não vale a pena. Sua comunidade é uma demonstração de Jesus. Eu somente traria problemas e maldições para vocês. Continuem orando por mim”.

Diante disso, um líder cristão, um conselheiro e um médico foram procurá-lo. “Uma ovelha do rebanho se perdeu, e Jesus não descansaria nessa situação”, foi o que disseram. Eles saíram vasculhando algumas áreas perigosas à sua procura. Algumas horas mais tarde, tiveram contato com Mubasher. “Quando estávamos quase desistindo, pensando em ir embora, oramos e perguntamos se estávamos orando por conforto ou fé e depois oramos de novo com um senso renovado de discipulado e missão. Dez minutos depois, ele ligou”.

Mas quando a equipe estava chegando perto, ele desligou o telefone e não pôde ser encontrado. “Sabemos que sua experiência e compromisso são genuínos, não sabemos por que ele está passando por isso”. Agora a equipe pede orações por segurança e para que recebam respostas e direção de Deus para lidar com o caso. Eles dizem: “Isso não é novo para nós, mas sempre parte nosso coração”. Ore pela equipe da Portas Abertas no Sul da Ásia, pois “ministrar à Igreja Perseguida é difícil e perigoso, por isso não podemos levar esse fardo sozinhos. Interceda pela segurança de todos e para que Mubasher seja encontrado”.

*Nome alterado por segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||