Indonésia: “Quando Deus abre as portas, ninguém pode fechá-las”

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

11 de julho de 2017.

 

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” (Mateus 11.28)

Elia* é um cristão indonésio, de 70 anos, que dirige uma igreja doméstica numa das aldeias do país. Trabalhando como vendedor de sabão, ele aproveitava as oportunidades para falar de Jesus. Foi dessa forma que uma pequena igreja nasceu ali, por meio de pregações individuais aos aldeões. Elia prega a salvação aos hindus há mais de três décadas e já enfrentou muitas situações difíceis. Ele conta que, certa vez, alguns hindus usaram “magia negra” para tentar impedir o crescimento de seu ministério naquela região.

Um dia, durante uma de suas viagens, o cristão parou para tomar um café e, ao final, percebeu que havia uma larva no fundo da xícara. Uma semana depois, ele parou no mesmo lugar e os aldeões se aproximaram dizendo que ele era “um homem com grandes poderes” e admitiram que o café que ele tomou na semana anterior estava “encantado e envenenado” e que eles tinham a intenção de matá-lo. “Depois disso, me tornei ainda mais ousado e apaixonado para pregar o evangelho aos hindus daquele lugar”, compartilhou.

“A passagem que está em Mateus 11.28 se encaixa perfeitamente aos hindus. Eles realmente parecem cansados e sobrecarregados após tantos rituais aos seus deuses, em busca de salvação. É meu sonho ver cada um deles se tornando um adorador do Deus verdadeiro, Jesus Cristo”, afirmou. “As forças das trevas sempre estarão ao nosso redor, mas eu não temo, pois agora sou um seguidor de Cristo e ele mesmo me protegerá”, disse Dewa* um dos convertidos.  

Elia e todos os fiéis já foram convocados diversas vezes, pelo governo, por causa das atividades evangelísticas e até foram pressionados a fechar a igreja onde atuam. “Mas Deus sempre nos dá sabedoria e nos protege. Por isso que eu digo que quando Deus abre as portas, ninguém pode fechá-las”, disse Elia. Atualmente, há mais de 20 igrejas estabelecidas entre várias aldeias que ficam nas montanhas da Indonésia, cada uma composta por cerca de 10 a 50 membros. As sementes que Elia lançou, brotou e deu frutos na nação que ocupa a 46ª posição na atual Lista Mundial da Perseguição. Ore pelos nossos irmãos indonésios.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||