Igrejas do Iêmen são atacadas

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

03 de julho de 2015.

 

No Iêmen, o evangelismo é proibido e os iemenitas que deixam o islã podem enfrentar a pena de morte – isso faz o Iêmen um dos países menos evangelizados do mundo

Uma igreja ficou seriamente danificada durante um ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita em 11 de maio e outra foi ocupada por rebeldes. Algumas igrejas no Iêmen, atuam, principalmente, do serviço aos estrangeiros. No entanto, como resultado da falta de segurança, as igrejas não funcionam mais, pois a maioria dos seus líderes tiveram de deixar o país por causa da evacuação.

Hanriette, analista de perseguição da Portas Abertas, disse: "Embora não seja essencialmente provável que o ataque aéreo foi anti-cristão, pode ser considerado um duro golpe para a visibilidade da minoria cristã no Iêmen. É lamentável que não há atividades sendo realizadas na igreja já há algum tempo, devido ao local inseguro que se tornou. Apesar disso, as reuniões cristãs não pararam totalmente. Embora os cortes de energia e escassez de combustível tornam difícil estar em contato uns com os outros, cristãos nacionais e internacionais tem encorajado uns aos outros a alcançar a comunidade em torno deles."

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||