Igrejas católicas do Sri Lanka ficarão fechadas por tempo indeterminado

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

25 de abril de 2019.

Todas as igrejas católicas do Sri Lanka permanecerão fechadas e suspenderão as missas públicas até que a situação de segurança melhore no país, depois dos atentados que mataram 359 pessoas no domingo de Páscoa.

“Por conselho das forças de segurança, manteremos todas as igrejas fechadas”, afirmou à AFP uma fonte religiosa.

“Não vai acontecer nenhuma missa pública até nova ordem”, completou a fonte.

No domingo de Páscoa, três igrejas foram atacadas no momento da missa, assim como vários hotéis de luxo do país.

Após os atentados, as autoridades reforçaram a segurança ao redor dos templos.

A minoria cristã representa 7% da população do Sri Lanka, um país majoritariamente budista (70%).

O governo do Sri Lanka decretou estado de emergência e procura os responsáveis pelo atentado, atribuído a um movimento islamita local, o National Thowheeth Jama’ath (NTJ), e reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

Fonte: AFP

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||