Governo da Argélia fecha mais duas igrejas

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

04 de junho de 2018.

No final de semana dos dias 25 a 27 de maio, a polícia interditou duas igrejas na província de Cabília, no nordeste da Argélia, onde se dá grande parte do crescimento da igreja no país. Uma das igrejas se localiza em Ait-Mellikeche, na cidade de Bejaia, a 200 km da capital Argel. A igreja foi criada em 2005, conta com mais de 200 membros, e é afiliada à associação de igrejas protestantes da Argélia (EPA, da sigla em francês) desde 2007.

A ordem de fechar a igreja era totalmente inesperada, como nos contou um de seus líderes: “Os oficiais chegaram na sexta-feira de manhã e simplesmente interditaram a principal entrada da igreja, sem nenhum aviso, assim como fizeram com outras igrejas”, relata. Não há nenhuma notificação explicando o motivo do fechamento da igreja. No dia 28 de maio, alguns líderes da igreja foram até a polícia tentar entender a questão, mas “eles nos mandaram fazer um pedido ao prefeito de Bejaia, pois foi dele que partiu a ordem de fechamento”, diz um deles.

A outra igreja fechada se localiza na cidade de Maatkas, perto de Tizi-Ouzou, a 100 km de Argel. A ordem também partiu do prefeito. A igreja de Maatkas é uma comunidade nova, com cerca de 60 membros, e não é afiliada à EPA. Um de seus líderes diz que recebeu uma ligação de um policial dizendo: “Estou ligando para informá-lo de que recebemos uma ordem para fechar sua igreja”. Então, no sábado (26) de manhã, um grupo de policiais interditaram a principal entrada do prédio, ordenando aos líderes a não reabrir até que recebessem autorização.

O governo da Argélia tem sido criticado por discriminação contra a minoria cristã do país. Igrejas e cristãos enfrentam crescentes restrições nos últimos meses. Tal pressão levanta a possibilidade de uma “campanha coordenada de ação intensificada contra igrejas pelas autoridades do governo”, de acordo com o grupo de advocacia Middle East Concern. Ore pela Igreja Perseguida da Argélia, país que ocupa a 42ª posição na Lista Mundial da Perseguição.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||