Estado Islâmico estabelece cristãos egípcios como alvo

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

13 de novembro de 2014.

 

O líder do grupo radical Estado Islâmico, Abu Musab al-Maqdisi, apelou aos jihadistas para direcionar seus esforços também contra os cristãos e juízes do Egito, dizendo: "Eles devem ser o nosso alvo, persigam-os e matem-os como um meio para servir a causa dos nossos prisioneiros detidos por esses tiranos”.

O grupo militante islâmico mais ativo do Egito, Ansar al-Bayt Maqdis, supostamente prometeu lealdade ao EI em 3 de novembro.

Em sua declaração a um site jihadista, Maqdisi também incentivou partidários a atacar a economia do Egito, alegando que os fundos estatais são utilizados na luta contra o islã.

Maqdisi também identificou as autoridades que sofreriam ataques à bomba, bem como locais turísticos, instituições militares e comerciais do Canal de Suez.

Ore pela segurança da comunidade cristã no Egito.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||