Escreva para seus irmãos presos no Irã

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

19 de março de 2019.

O número de cristãos presos no Irã tem aumentado a cada dia. Somente até novembro de 2018, mais de 150 cristãos tinham sido presos por causa da fé. Alguns deles foram condenados a longos anos de prisão. Um dos casos que ficou mais conhecido foi o do pastor Yousef Nadarkhani.

Em julho de 2018, o pastor ficou sabendo que tinha sido condenado a dez anos de prisão, mas ainda não tinha sido convocado. Até o dia em que a campainha de sua casa tocou, em julho, e seu filho, Daniel, foi atender. Os oficiais à paisana entraram na casa, incapacitaram Daniel com um choque elétrico, e também deram choque no pastor Yousef e o levaram para a prisão.

A prisão de Yousef é apenas um dos indicadores da intensificação da “caça aos cristãos” na República Islâmica do Irã. Amim Afshar Naderi, um cristão ex-muçulmano recebeu pena de 15 anos de prisão. Mais cristãos estão sendo presos e com penas mais longas. Para mostrar que a família da fé brasileira está com eles, a Portas Abertas está lançando uma campanha de cartões para quatros cristãos iranianos que foram condenados por seguir a Jesus no Irã.

Condenados à prisão

O primeiro é Ebrahim Firouzi, de 31 anos, que foi condenado por “promover o sionismo cristão” e está preso desde março de 2013. O segundo é Nasser-Navard Gol-Tapeh, 57, também cristão convertido do islamismo, que foi condenado a dez anos de prisão por “atividades missionárias”. Ele foi preso em 2016.

O terceiro é o pastor Victor Bet-Tamraz, que foi preso em 2014 e condenado a dez anos de prisão. Ele apelou da sentença em junho de 2018, mas ainda não saiu a decisão judicial. Ele foi solto sob fiança, mas ainda não sabe se terá que cumprir a pena ou não. A quarta é uma prisioneira, Shamiram Isavi Khabizeh, esposa de Victor Bet-Tamraz, que foi condenada a cinco anos de prisão. Ela também aguarda o resultado do apelo em liberdade.

Suas palavras de ânimo e encorajamento podem ser uma fonte de força e esperança para nossos irmãos. Ore pelos encarcerados como se estivesse preso com eles e se faça presente através de um cartão. Envie um cartão até 18 de outubro e mostre que você se importa.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||