Em Uganda empresas de cristãos são destruídas

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

28 de outubro de 2016.

 

 

O incidente ocorreu por conta de uma “ira muçulmana” logo após o envolvimento de um cristão num debate público sobre religião

Em Butembo, ao Leste de Uganda, oito empresas cristãs que foram totalmente destruídas após ataque por extremistas islâmicos. Os prédios foram incendiados e os prejuízos foram grandes para os proprietários. O incidente ocorreu por conta do envolvimento de um cristão num debate público sobre religião, que teria incitado a ira dos muçulmanos presentes, que se colocaram contra o palestrante cristão.

A polícia interveio a tempo, evitando a violência, mas naquela noite as empresas foram queimadas como retaliação. Um dos proprietários lamentou, enquanto observava os restos de sua pequena loja, junto de sua esposa e seu filho de oito anos: “Era a minha única fonte de renda e agora a perdi. E eu não estava presente no debate, não tive nada a ver com isso”, disse ele. Outro proprietário, que tinha um comércio de soldagem e que também não fazia parte do debate, apenas balançava a cabeça ao olhar para a destruição.

Ambos pediram orações tanto por eles quanto pelos outros que perderam seus comércios e indústrias. Embora a população cristã seja maioria em Uganda (84%), a atual perseguição dos radicais islâmicos vem se espalhando rapidamente. Além disso, há um movimento tribal que luta para retornar às suas origens, o que tem causado desconforto aos cristãos. O movimento inclui feitiçaria e sacrifícios humanos em certas regiões. Na tentativa de erradicar o cristianismo, cristãos ex-muçulmanos têm sido tratados com hostilidade por sua própria família, incluindo agressões físicas e tentativas de envenenamento.

Pedidos de oração

  • Ore por todos esses cristãos e suas famílias que perderam seus negócios e fontes de renda; que o Senhor derrame graça sobre cada um deles.
  • Peça a Deus por força e estratégia para que eles sejam capazes de retomar suas atividades em breve.
  • Ore pela igreja em Uganda, pelos cristãos perseguidos e também pelos perseguidores, que eles sejam tocados e impactados pelo amor de Cristo.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||