EGITO: Esperança de um ano melhor

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

11 de janeiro de 2016.

 

As mentes e corações de muitos cristãos egípcios estão ansiosos com relação ao ano de 2016. Todos querem um ‘Feliz Ano Novo’ não importa como esteja a situação. A passagem do ano faz com que todos pensem num recomeço, num tempo de descanso e até num tempo de festa. Não é diferente para os cristãos perseguidos.

A maioria dos egípcios se concentraram mais em adorar a Deus, passando a última noite do ano na igreja, em comunhão com os irmãos. Essa tem sido uma tradição de Ano Novo para eles, desde que a perseguição se tornou mais intensa. "Queremos celebrar a bondade e a fidelidade de Deus em nossas vidas, precisamos expressar a nossa gratidão a Cristo", disse um cristão egípcio.

Todas as igrejas cristãs do Egito ficaram lotadas no dia 31 de dezembro. "Não importa se a congregação é grande ou pequena, se está numa grande cidade ou numa pequena aldeia, importa que a igreja foi o nosso refúgio em 2015 e continuará sendo em 2016. Falamos com Deus quando os muçulmanos nos atacam e nos ofendem. Nós buscamos a presença de Deus nas nossas dificuldades e lutas, e também permanecemos diante dele quando recebemos nossas vitórias. Vamos continuar erguendo as nossas mãos e dobrando nossos joelhos, crendo que 2016 será um ano muito melhor, porque Deus está no controle de nossas vidas", finaliza o cristão.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||