Egito: Advogado de jovem cristão vai apelar na justiça

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

21 de fevereiro de 2017.

 

“Nem mesmo em caso de assassinato a sentença seria tão longa; está claro que a decisão do juiz foi baseada na fé e não na lei”

Recentemente, informamos que Fadi*, um jovem cristão que foi sentenciado a 15 anos de prisão, foi injustamente acusado por seus vizinhos muçulmanos de ter agredido um menino de 8 anos. Mesmo sem provas ou evidências, o juiz o considerou culpado. Tanto a família quanto o próprio advogado ficaram surpresos com a decisão da justiça. O advogado ainda reforçou na ocasião que o menino não havia cometido crime algum.

A família teve que deixar a casa onde viviam e ainda não foram autorizados a voltar. Hanaa*, a mãe de Fadi, explicou que os vizinhos não gostavam deles por vários motivos, entre os principais está o fato de serem cristãos. “O pai da suposta vítima se mostrava sempre muito zangado porque nosso comércio estava indo muito bem. O fato de sermos bem sucedidos na vida financeira sempre o incomodou. Ele deixou claro que queria a gente longe porque odiava cristãos. Toda essa família pertence à Irmandade Muçulmana”, conta ela.

O advogado de Fadi não entendeu o motivo de um veredito tão severo. “Nem mesmo em caso de assassinato a sentença seria tão longa. Fadi é só uma criança, ele tem 15 anos e não cometeu crime algum. Está claro que a decisão do juiz foi baseada na fé e não na lei. Ele apenas deu ouvidos à criança muçulmana. Até mesmo sua decisão de afastar a família da própria casa é um erro grave judicialmente falando. O artigo 63 da Constituição Egípcia proíbe o deslocamento forçado de cidadãos”, explicou Naguib*. Agora o advogado e a família de Fadi estão apelando contra o veredito e o recurso terá início no dia 7 de março.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Pedidos de oração

Ore por Fadi e por toda a família dele nesse momento difícil que estão enfrentando. Peça ao Senhor que mude a opinião do juiz para que a justiça seja feita.

Interceda pelo advogado de defesa, que ele seja sábio e estratégico ao apelar à justiça egípcia.

Ore também pela família muçulmana que está acusando falsamente um garoto de 15 anos de idade, por motivos pessoais e religiosos. Que o amor de Cristo possa impactar seus corações e que se arrependam dessa má ação.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||