Doutrinação política pode afetar cristãos russos

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

20 de maio de 2016.

 

Hoje em dia, os líderes cristãos de igrejas pequenas já não são reconhecidos como os demais, sendo negligenciados pelo governo, o que significa que a liberdade religiosa é limitada

A Rússia ainda não é um país com pontuação suficiente para fazer parte dos 50 países que são classificados por perseguir cristãos, mas está bem perto, ocupando a 57ª posição este ano. Embora os problemas sejam um pouco diferentes por lá, aqueles que optam pelo cristianismo precisam entender que as igrejas ortodoxas russas são a maioria, fazendo predominar a união entre a igreja e o Estado, fortalecendo assim uma doutrina misturada à política autoritária que sufoca não só a liberdade de expressão como a de religião, mesmo parecendo ser algo tão contraditório.

O chefe do Comitê Investigativo da Rússia, Aleksandr Bastrykin, disse em um discurso recente que o governo precisa levar mais a sério a "repressão" e também que é hora de abandonar os valores pseudo-liberais e bloquear todos os meios de comunicação estrangeiros. "Precisamos expandir a definição de extremismo para discutir a anexação da Crimeia à Rússia, por exemplo. É hora de colocar em prática a nossa ideologia nacional formal para doutrinar a política institucionalizada da juventude desse país", declarou ele. Lembrando que a Crimeia já está anexada à Rússia desde 2014, mas a maioria dos estados-membros da ONU não a reconheceu.

"Essa declaração do chefe do Comitê está causando muito barulho entre os russos e também na comunidade internacional. Bastrykin foi promovido pelo presidente Putin a uma posição muito influente, e isso é preocupante, pois ele pode ser o prenúncio de uma nova era de repressão no país, fazendo piorar ainda mais a situação dos cristãos e suas atividades de evangelização. Hoje em dia, os líderes cristãos de igrejas pequenas já não são reconhecidos como os demais, sendo negligenciados pelo governo, o que significa que a liberdade religiosa é limitada e só funciona para aqueles que têm uma aliança com a liderança russa. Grupos religiosos minoritários, principalmente formados por cristãos, enfrentam uma certa repressão", alerta um dos analistas de perseguição. Em suas orações, interceda pela igreja na Rússia.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||