Dois líderes cristãos continuam presos no Sudão

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

28 de abril de 2016.

 

Até agora não foi revelado o local onde os líderes estão detidos e a Organização de Direitos Humanos pede ao governo a liberação deles

A Organização de Direitos Humanos para Conselho e Desenvolvimento das Igrejas do Sudão pediu para o governo libertar dois líderes cristãos que estão presos desde dezembro de 2015. De acordo com os relatórios da Portas Abertas, Hassan Kodi e Telal Ngosi, foram detidos depois de participar de uma conferência cristã em Addis Abeba, na Etiópia, no mês de outubro de 2015.

O governo, desde então, negou que eles recebessem visitas de familiares, de líderes de igreja e até mesmo de advogados, nem sequer o local onde estão os líderes que moravam nas montanhas de Nuba foi revelado. "O Sudão é conhecido por perseguir violentamente aos cristãos, principalmente os que atuam nas montanhas de Nuba. Os convertidos do islamismo para o cristianismo são os que mais enfrentam ataques sistemáticos e generalizados. O caso dos dois líderes não é um incidente separado, mas faz parte da rotina dos extremistas islâmicos", comenta um dos analistas de perseguição.

Segundo o analista, somente a comunidade internacional foi capaz de forçar o governo sudanês a liberar Meriam Ibrahim, que havia sido condenada à morte por apostasia. O governo acusou a cristã de adultério por ter se casado com um homem que não é muçulmano. A Anistia Internacional a considerou uma "prisioneira de consciência" por ter sido negado a ela a liberdade de religião. A cristã chegou a dar à luz no corredor da morte e só não foi executada porque tinha o direito de amamentar seu filho durante dois anos. Atualmente, ela vive com seu marido nos Estados Unidos. Casos como estes são comuns no Sudão, o 8º país na Classificação da Perseguição Religiosa. Ore por essa nação.

 

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||