Desesperados por misericórdia, nos últimos dias do Ramadã

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

17 de julho de 2015.

 

O mês do jejum para os muçulmanos está quase terminando

Milhões de muçulmanos, em todo o mundo, estão orando, jejuando, lendo o Alcorão e ajudando os que mais precisam. Eles fazem tudo o que podem durante o Ramadã, na esperança de alcançar a misericórdia de Alá, para o perdão de seus pecados.

Em alguns dias, começa para eles um período de festas, quando famílias e amigos se reúnem para celebrar o fechamento do mês, que é considerado o mais sagrado para a comunidade muçulmana. Mesas decoradas, um cardápio farto e delicioso, jantares suntuosos, música e crianças alegres, vestindo roupas coloridas.

A comemoração de 4 dias vai compensar a longa jornada de um jejum cansativo e sacrificial. Em breve, a vida voltará ao normal para eles e, inseridos ao cotidiano, questionarão se Deus realmente aceitou tudo o que fizeram. Agora eles podem dizer adeus ao jejum. Mas será que eles agradaram a Deus?

Será que todo muçulmano pode realmente dizer, após o Ramadã: “Eu estou perdoado de todos os meus pecados, e sei que eles foram eliminados por causa das minhas boas ações?" Vamos continuar orando pelos muçulmanos, para que conheçam o verdadeiro Deus e experimentem o seu amor eterno e sua compaixão, que nos é dada através do poder do sangue de Jesus Cristo! Oremos por eles.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||