Depoimentos de uma família egípcia

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

13 de abril de 2017.

 

“Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho, a salvará.” (Marcos 8.35)

Os ataques às igrejas no Egito, levou Michael Nabil Ragheb, pai de Priscilla, uma menina de três anos. Ele era diácono na igreja de Tanta. Sara, a viúva, compartilha sobre a fé do marido e alguns fatos ocorridos nos últimos dias, antes das explosões. “Na manhã daquele domingo eu cheguei a pensar que era o dia do Juízo Final”, disse ela. Sara estava no culto quando aconteceu a explosão. “De alguma forma, Michael sabia o que iria acontecer. Um dia antes do aniversário de três anos da nossa filha, ele sentia que logo estaria entre os mártires, no céu. Depois falou que sentiria a nossa falta”, lembra.

Com esse pensamento, Michael então pediu para a esposa e a filha que se sentassem nos últimos bancos, em vez de ficarem perto dele, na frente da igreja. “Fiquei um pouco surpresa com o pedido, mas agora eu entendo que essa era a vontade de Deus”, reconhece. Michael então foi para a frente da igreja, pois ele iria cantar naquele dia. “Ele disse para esperarmos por ele depois do culto, mas ele não voltou”, lamenta Sara.

“Ouvi o som da explosão, no meio do culto. A igreja estremeceu, havia muita fumaça e tudo ficou escuro. As pessoas gritavam muito. Eu chamei pelo meu marido, corri para o lugar onde ele estava, esperando encontrá-lo vivo. As cenas foram horríveis, eu estava em estado de choque. Encontrei Michael ali deitado. E então ele foi para o céu, como havia dito há alguns dias”, disse a viúva em lágrimas.

Eles tinham completado quatro anos de casamento. “Eu o amava muito. Está muito difícil lidar com a perda dele, mas apesar de tudo, Deus tem confortado meu coração com sua paz e sua graça”, disse. Ela finaliza dizendo: “Meu marido viveu a vida do céu na terra. Ele estava sempre orando e lendo a Bíblia. De certa forma, estou feliz por ele, pois sei que está no céu, em frente ao trono da graça, ele está com Jesus”, conclui.

Depoimentos da família

“Meu filho vai celebrar a Páscoa com Cristo, no céu.”, disse Nabil Ragheb, pai de Michael.

“Michael era uma pessoa muito amável e tinha um relacionamento muito forte com Deus. A Bíblia fala que estar com Cristo é o melhor lugar para alguém estar. Meu filho ganhou uma coroa entre os mártires”, disse a mãe.

“É muito difícil para todos nós, mas ele já está no céu. Nós ainda estamos lutando nessa vida mortal e não sabemos do futuro. Estou ansioso para me encontrar com Jesus também”, disse o irmão, Kerolos Nabil Ragheb.

“Michael era um membro da igreja muito envolvido, desde a infância. Era muito estudioso, fez Farmácia na faculdade, depois se formou em Teologia. Teve uma vida próspera, tanto profissional quanto espiritual. Foi um homem honesto, obediente e humilde”, disse um de seus tios, Fr. Ishak Habib.

Pedidos de oração

  • Ore pela família de Michael, em especial pela esposa Sara e pela filha Priscilla. Que Deus continue confortando seus corações de maneira sobrenatural.
  • Peça também por todos os amigos dele e irmãos na fé que sofreram essa perda. Interceda pelos feridos e por aqueles que vão enfrentar as consequências dessas explosões.
  • A igreja no Egito está sendo atacada com frequência. Interceda pelos perseguidos, para que encontrem fé e perseverança o suficiente para seguir em frente. E que o nome de Jesus continue sendo glorificado entre os egípcios.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||