David de Vinatea de volta ao Brasil

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

23 de janeiro de 2015.

 

Em 1997, o coronel peruano David de Vinatea foi sentenciado injustamente a 16 anos de prisão. À época, ele foi um dos responsáveis por combater o tráfico de drogas nas montanhas do Peru e era conhecido por uma placa que mandou colocar na entrada de seu posto de trabalho que dizia: “En estas bases manda Dios” (Deus manda nesta base).

Em 1994, um seleto grupo composto pelos dez melhores soldados da infantaria peruana foi enviado para uma missão no meio da densa floresta das montanhas do interior do país para enfrentar a guerrilha e os traficantes que tentavam avançar pela região. 

O coronel David de Vinatea, então com 43 anos, estava entre eles. Por causa do seu testemunho cristão e sua excelência no combate ao tráfico, ele foi perseguido e preso sob falsas acusações. Mesmo enquanto esteve preso, sua família sofria graves ameaças.

Ao saber do que havia acontecido com David, a Portas Abertas promoveu diversas campanhas de cartas e ações institucionais para encorajá-lo e auxiliar no processo de sua libertação. Por meio desses esforços, David foi condenado a 16 anos de prisão, mas acabou não cumprindo a pena completa. Ainda assim, ele teve de passar 8 anos na prisão. 

Durante seu período de detenção, David manteve um testemunho cristão firme, dirigindo estudos bíblicos para internos e pastoreando uma pequena igreja dentro da prisão Lurigancho. Hoje, David olha para trás e diz: “Foi na prisão que eu realmente busquei a Deus. Foi onde aprendi a orar de verdade”. 

David de Vinatea está no Brasil!
A partir dessa semana, você tem a oportunidade de ouvir o próprio David e sua esposa Chely contarem detalhes preciosos dessa história que transformou a vida do casal. Ambos, que já estiveram no Brasil em 2012, dessa vez irão visitar novas igrejas, em Santos, Curitiba e São Paulo. Confira aqui os dias e horários e programe-se para conhecê-los de perto.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||