Cristãos norte-coreanos enfrentam a seca

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

15 de agosto de 2017.

 

Com a escassez severa de alimentos, muitos cristãos prisioneiros correm risco de passar fome, já que receberão uma quantidade reduzida de alimentos

De acordo com informações da BBC, a Coreia do Norte enfrenta a pior seca da década, com a escassez severa de alimentos. A situação se agravou porque a ajuda humanitária foi muito reduzida nos últimos anos, em parte por causa das sanções impostas à Coreia do Norte em retaliação a seu programa armamentista, que aumentaram o isolamento da nação que é vista como o país mais fechado do mundo, além de ocupar o 1º lugar na Lista Mundial da Perseguição, há 15 anos.

“As condições climáticas excepcionalmente áridas, entre os meses de abril a junho, afetou a colheita de arroz, milho, batata e soja, deste ano”, informou a UCA News. Dessa forma, o governo norte-coreano diminuiu as porções de alimentos, indispensáveis para a sobrevivência de grande parte da população, durante e entressafra que vai até setembro.

Um dos colaboradores da Portas Abertas comenta: “Embora seja oficialmente acordado que as crianças e os idosos estão em maior risco, de forma extraoficial, milhares que vivem nos campos de trabalho forçado, como prisioneiros, muitos deles cristãos, receberão menos alimento e, provavelmente, correm mais risco de fome nesse momento”, conclui. Ore pelos nossos irmãos durante esse momento difícil.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||