Cristãos não são números

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

06 de dezembro de 2015.

 

"Eles são pessoas interessantes, inteligentes, cheios de vida e tem sonhos para o futuro"

Emanuel é um jovem refugiado eritreu que conseguiu fugir do país, enfrentando muitos riscos ao longo do caminho. Nem todos sabem da situação dos cristãos naquela nação, porque pouco se fala na mídia sobre eles. Mas todos os dias, jovens arriscam suas vidas tentando uma situação melhor em outras nações. A maioria cruza o deserto a pé, e quando possível, conseguem carona, mas correm o grave risco do tráfico humano, ação que envolve o crime organizado que lidera uma forma moderna de escravidão. Os que escapam desse risco enfrentam os perigos de cruzar o mar Mediterrâneo em botes clandestinos.

"Eu posso descrever minha fuga com uma única palavra: decepção. Eu perdi muitos amigos na tragédia da navegação de Lamperdusa, em 2013, onde pelo menos 360 refugiados africanos morreram tentando chegar à Itália. Para mim eles não são esses números, eles são pessoas, filhos, parentes, amigos, esposas, enfim, eles eram pessoas interessantes, inteligentes, cheios de vida e tinham sonhos para o futuro".

Emanuel não consegue esconder sua dor quando se lembra deles: "Nosso goleiro da equipe de futebol, Abraão, meu amigo e meu companheiro de tantos momentos; meu vizinho Dina com quem eu tanto conversava; meus amigos Michael, Wedi, Keshi, Salomé, Rahwa; são muitos os que eu perdi e que não saem da minha memória. Mais de 80 pessoas que eu amei, eles tinham entre 20 e 28 anos. E nesse ano de 2015, mais 17 se perderam no mesmo trajeto. Ninguém sabe se foram detidos e estão em prisões líbias ou se também morreram", lamenta o cristão.

Ele também disse que ouviu alguns comentários tristes a respeito deles. Emanuel conta que ouviu que muitos foram vendidos como escravos, muitas vezes pelos próprios guardas da prisão, e que outros podem ter sido mortos pelo Estado Islâmico ou até trocados por dinheiro, armas ou outros produtos. "É triste demais, mas precisamos continuar nessa luta, nós somos obrigados a deixar o país e arriscar, alguns conseguem chegar ao destino aqui na terra, e eu sei que os demais, seguem seu destino com Jesus, porque eu creio que ele já os recebeu de braços abertos", conclui Emanuel que, hoje em dia, vive com sua família que não via há cinco anos.

Motivos de oração

  • Ore pelos cristãos perseguidos na Eritreia, que têm enfrentado perseguição severa, com prisões e torturas constantes.
  • Peça a Deus por sua misericórdia para com os perseguidores. Que eles se convertam a Jesus e tenham uma vida transformada pela verdade do evangelho.
  • Ore por Emanuel e sua família e pelas famílias dos cristãos que foram mortos, presos e estão desaparecidos. Que o Espírito Santo os console todos os dias e que eles sintam paz.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||