Cristãos deslocados da Nigéria recebem provisões

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de outubro de 2018.

Uma comunidade cristã de Maiduguri, no norte da Nigéria, foi deslocada duas vezes devido à violência. Primeiro, as cerca de cem famílias fugiram de Maiduguri três anos atrás por causa de ataques do Boko Haram no estado de Nasarawa. Mas no começo deste ano, militantes fulanis invadiram e destruíram suas casas e igrejas. Eles, então, tiveram que fugir pela segunda vez, indo para Abaji, onde armaram acampamento – um lugar onde tem sido muito difícil sobreviver. Encontramos 50 dessas famílias vivendo na miséria em uma igreja.

Por isso, a Portas Abertas os visitou novamente para levar ajuda emergencial. Cada uma das cem famílias recebeu uma cesta básica com 25Kg de arroz, 25Kg de feijão e uma quantia em dinheiro para aluguel e mensalidade escolar. Os pastores do grupo receberam livros de estudos para ajuda-los em seu ministério. Hoje, no Dia do Livro, podemos testemunhar a importância que a distribuição de literatura faz para nossos irmãos perseguidos. A leitura da Bíblia e boa literatura cristã os ajuda a permanecer firmes na fé, apesar das circunstâncias que enfrentam.

Um dos pastores beneficiados, Moses, agradece: “Eu agradeço a Deus pela provisão de comida, dinheiro e principalmente livros para minha biblioteca. Minha casa e tudo o que eu tinha foi queimado. Eu estava orando a Deus por intervenção e ele nos enviou a Portas Abertas. Agora eu posso estudar meus livros e preparar meus sermões”. Pastor Gwatana também expressa sua gratidão: “Honestamente, eu só posso dizer obrigado por se disporem a ser usados por Deus para ser um encorajamento para os cristãos perseguidos. Eu oro pelas bênçãos infinitas de Deus sobre todos os que doaram recursos para nos assistir”.

A adolescente Mercy Daniel, de 15 anos, agradece aos cristãos de todo o mundo que possibilitaram que sua mãe, viúva, tivesse dinheiro para colocar os filhos na escola. “Não havia dinheiro, nem comida e nem casa para morar. Mas hoje vamos comer uma boa comida sem ter que mendigar. Muito obrigada também pela Bíblia ilustrada; ela me ajudará a entender as histórias melhor”, afirma.

Você pode fazer mais
A Portas Abertas mantém um programa que atende a cerca de dez mil cristãos na África Subsaariana. Através de sua doação, muito pode ser feito para que os cristãos perseguidos tenham uma vida digna, com alimento, saúde e educação. Faça a diferença!

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||