Cristãos de Bangladesh vivem momentos de incertezas e afrontas

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

27 de abril de 2019.

Com uma série de novas recomendações, o ministro do Interior de Bangladesh, Asaduzzaman Khan, espera restringir o discurso de ódio na pregação islâmica, conforme informou a imprensa local neste mês de abril. A decisão veio depois que comentários radicais islâmicos, por meio das mídias sociais, intensificaram as eleições de dezembro de 2018. Bangladesh é um país hostil ao crescimento do evangelho, onde temos acompanhado diversos ataques contra comunidades cristãs.

Segundo um analista de perseguição da Portas Abertas, “embora o objetivo de refrear o discurso de ódio seja digno e tenha levado a uma lista de 15 oradores islâmicos identificados para monitoramento, essa abordagem também traz um risco. Isto é ilustrado pelo fato de que um dos mais influentes pregadores islâmicos radicais de Bangladesh, simplesmente, não está incluído na listagem de Khan. E quem é ele? É Shah Ahmed Shafi, chefe do Hefazat-e-Islam (Protetores do Islã), uma das principais organizações de seminário islâmico em todo o país.

Dessa forma, a única lição que os oradores radicais podem aprender é que basta que eles reúnam números de seguidores suficientes para fazer com que o governo evite monitorá-los. Outro risco pode ser que tal movimento faça com que as minorias religiosas, como os cristãos, sejam mais propensas a serem alvos, já que atuar contra os "infiéis" pode ser visto por pregadores radicais como um meio de aumentar tanto a credibilidade quanto o número de seguidores. Ore conosco pelos cristãos de Bangladesh, pois toda essa situação que, aparentemente, poderia oferecer esperança, tem trazido ainda mais incerteza aos corações.

Bangladesh está na 48ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019. O país é palco de muitos ataques contra os cristãos, e o principal tipo de perseguição é a opressão islâmica instaurada no país. Com uma população de 166,4 milhões de pessoas, Bangladesh tem cerca de 869 mil cristãos espalhados pela nação.

Pedidos de oração

  • Clame para que Deus dê forças a todos os cristãos de Bangladesh, para que eles não voltem atrás em sua fé.
  • Interceda pelo governo no país, para que encontre medidas justas de proteger as minorias dos frequentes ataques extremistas. 
  • Ore para que as igrejas tenham força para continuar anunciando o evangelho, e que muitos muçulmanos de Bangladesh se convertam.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||