Cristãos birmaneses estão desaparecidos

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

25 de janeiro de 2017.

 

Um dos líderes cristãos que conversou com um jornalista foi visto pela última vez num encontro com oficiais do exército, na véspera de Natal

Recentemente, o exército birmanês destruiu uma igreja em Mung Koe, durante um bombardeio dirigido às milícias rebeldes étnicas, no Estado de Shan. O ataque aéreo faz parte do atual conflito, que começou em 2011 e que dura até os dias de hoje.

“Apesar de todos os esforços do novo governo para conseguir um acordo de paz ou pelo menos um cessar-fogo, a luta continua e aumentou em intensidade, deslocando milhares de pessoas e destruindo não apenas edifícios, casas e igrejas, mas também a esperança de se alcançar um clima pacífico e a segurança aos cristãos”, comentou um dos colaboradores da Portas Abertas.

Muitos cristãos estão desaparecidos depois de terem dado informações a jornalistas e esse é um fato muito preocupante. A imprensa internacional fez uma cobertura especial sobre a situação da guerra em Mianmar. Um dos líderes cristãos que conversou com um jornalista foi visto pela última vez num encontro com oficiais do exército, na véspera de Natal e desde então está desaparecido. Muitos outros se encontram na mesma situação. Ore por eles e por suas famílias que estão aflitas.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||