Cristão indiano é decapitado

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

25 de fevereiro de 2019.

Um indiano que se converteu a Cristo ano passado foi morto e decapitado na região leste da Índia no começo deste mês, informa o site de notícias da organização Persecution Relief. Anant Ram Gand, de 40 anos, foi levado de casa no vilarejo de Raigarh Tehsil, no distrito de Nabarangapur, em Odisha, por três homens. Após o decapitarem, eles jogaram o corpo no meio da estrada.

No momento do ataque, Anant estava em casa com o filho de 6 anos, enquanto a esposa, Sukbati, 38, estava em outro lugar com as quatro filhas do casal. Desde sua conversão, nove meses atrás, o cristão e sua família eram importunados pelos moradores do vilarejo, sendo impedidos de tirar água do poço público. De acordo com o site, Anant havia sido agredido duas vezes em 2018 e expulso do vilarejo; por isso, havia se mudado e estava morando a um quilômetro da aldeia com a família.

Moradores locais disseram que militantes hindus contrataram naxalitas (um grupo guerrilheiro) para matá-lo, conforme informa o site AsiaNews. Anant antes apoiava os naxalitas, embora nunca tenha sido um militante. Segundo o site, os hindus fizeram os naxalitas acreditarem que os cristãos revelariam os segredos do grupo guerrilheiro à polícia.

A Índia tem enfrentado uma onda de violência anticristã nos últimos anos, com um notável crescimento desde que Narenda Modi, do partido nacionalista hindu BJP, subiu ao poder, em 2014. Os estados com a lei anticonversão, como Odisha, são os mais afetados. A lei foi feita para evitar conversões forçadas, mas na realidade é usada como pretexto para importunar as minorias. Os acusados de converter hindus às outras religiões geralmente enfrentam violência por parte da multidão.

Campanha Global Índia
É para socorrer vítimas de ataques em vilarejos remotos da Índia, como nesse caso, que a Portas Abertas investe no trabalho de equipes de resposta rápida. A ideia é levar socorro aos cristãos perseguidos que enfrentam ataques violentos. As equipes de voluntários levam alimentos, itens de necessidade básica, ajuda financeira e assistência jurídica aos cristãos em situação de maior vulnerabilidade. Doe e faça a ajuda chegar a quem mais precisa.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||