Cristão é preso e comunidade sofre ataques em vila

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

16 de julho de 2018.

 

Na última semana, um grupo de muçulmanos atacou coptas em uma vila da província egípcia de Minia. Uma fonte local falou que a situação continua tensa na vila de Menbal, a 225 km ao sul do Cairo, cuja população é de 45 mil pessoas, sendo 30% coptas. O ataque aconteceu após o cristão Adbo Adel fazer um post em uma rede social comparando o profeta islâmico Maomé com Jesus.

Os muçulmanos apresentaram uma queixa na polícia e Adel foi preso por insultar Maomé e desprezar o islã. Ele foi colocado sob custódia enquanto aguarda a investigação. No dia em que foi preso, um grupo de jovens muçulmanos tentou atacar a casa dele, mas foram dispersados pela polícia.

Nos dias seguintes, outros ataques aconteceram a casas de propriedade copta realizados por muçulmanos. “Eles começaram a atirar pedras e tijolos enquanto gritavam que Alá é o maior”, contou Girgis Shawky, morador local de 32 anos. Janelas foram quebradas e alguns coptas sofreram ferimentos leves. Também houve tentativa de invasão a uma igreja e a casa de um líder religioso local.

A polícia foi incapaz de dispersar a multidão e a ordem foi restaurada apenas depois da chegada das forças de segurança regionais. Foi realizado o isolamento das casas dos cristãos e da igreja e imposto um toque de recolher das 20h às 8h, mas nenhum agressor foi preso. “Apesar das forças de segurança na vila, nós continuamos recebendo ameaças de nossos vizinhos muçulmanos. Eles disseram que se vingariam de todos nós assim que as forças de segurança deixassem a vila. Nós estamos com medo que eles nos ataquem”, afirmou Hany Adly, outro morador da vila.

De acordo com um parente de Adel, ele é um homem simples que trabalha fazendo pães para a ceia da igreja. Ele é muito amado pelos irmãos, mas não é bom em ler e escrever e não sabe mexer muito bem nas redes sociais, o que acabou colocando ele e a vila nessa crise. O líder religioso local fez um pedido de desculpas formal em sua rede social. Apresente Adel e sua vila em oração, para que o Senhor os dê sabedoria para saber lidar com essa situação. Ore também pelos cristãos coptas do Egito, que a fé deles seja fortalecida e que seus vizinhos muçulmanos possam ser alcançados pelo amor de Deus.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||