Cristã paquistanesa é morta incendiada

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

01 de maio de 2018.

 

Uma mulher cristã do nordeste do Paquistão morreu depois de ter sido incendiada por um muçulmano. Segundo o acusado, o caso foi um acidente que se seguiu após uma discussão sobre um possível casamento entre os dois.

Asma Yaqoob, de 24 anos, morreu em um hospital de Lahore em 22 de abril deste ano depois de ter 80% do corpo queimado na casa de seu chefe, Saeed-uz-Zamaan, às 23h do dia 17 de abril. A cristã, que era analfabeta, trabalhava como empregada doméstica em uma casa a poucas ruas de sua casa na vila de Bogra, conforme disse seu pai, Yaqoob Masih, à Portas Abertas.

De acordo com o relatório arquivado na delegacia por Masih: “Alguém bateu no portão da casa e Asma foi atender. Um pouco mais tarde, ouviram ela gritando e todos correram para fora e a viram em chamas”. Masih disse à Portas Abertas que não sabia nada sobre o homem acusado do ataque - Muhammad Rizwan Gujar - antes do incidente. “Quando a polícia estava tomando a declaração de Asma, fiquei sabendo que Gujur a estava pressionando a se converter ao islamismo e se casar com ele", disse o pai da cristã.

Gujur foi acusado de acordo com a Seção 336 do Código Penal do Paquistão, que trata de danos corporais graves, e está sendo julgado em um tribunal antiterrorismo. O investigador Shahid Mehmood confirmou que Gujur já foi preso e explicou o que aconteceu: “Gujur morava na mesma região de Alma. Ele comprou gasolina de um posto nas proximidades antes de vê-la naquela noite. Eles estavam em um relacionamento e estavam tendo problemas sobre a questão do casamento”.

Pedidos de Oração

  • Ore pelo pai e pelos familiares de Alma, que perderam uma pessoa amada de uma forma triste e repentina.
  • Clame pela nação paquistanesa, que está na 5ª posição da Lista Mundial da Perseguição 2018.
  • Interceda pelo fortalecimento e perseverança na fé dos cristãos perseguidos e dos líderes da Igreja Perseguida no Paquistão, para que sejam luz e demonstrem o amor de Deus no país.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||