Cristã norte-coreana conta como foi perseguida

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

16 de agosto de 2017.

 

Hannah* e sua família foram presos, torturados e viram a morte de perto por causa da fé em Jesus

A única oração que Hannah, cristã norte-coreana, conhecia era “Senhor! Senhor! Socorro”. A mãe dela fazia essa oração sem cessar, mas nunca compartilhou o evangelho com a filha, algo comum entre cristãos da Coreia do Norte. Após a morte da mãe, Hannah, o marido e os quatro filhos – três meninas e um menino – enfrentaram juntos as consequências da crise econômica do país.

A falta de esperança levou à decisão de enviar as duas filhas mais velhas para a China, em busca de uma vida melhor. Mas ao chegarem lá, foram vendidas como esposas para fazendeiros chineses. Sem notícias, o pai decidiu procurá-las e também foi pra China, deixando Hannah com os dois filhos menores. Após um ano sem saber do marido, Hannah foi à sua procura na China. Ao encontrar o marido, ele volta para a Coreia para buscar os outros filhos e leva-os para a China. Para a glória de Deus, ele também encontrou as duas filhas desaparecidas.

A esperança está no Senhor

Finalmente, estavam juntos. Começaram a frequentar uma igreja e ali, os seis entregaram a vida a Jesus. As duas filhas casadas voltaram para seus maridos, mas mantiveram contato. Pouco tempo depois, Hannah, o marido e os dois filhos menores foram descobertos e enviados de volta para a Coreia do Norte, como prisioneiros.

Eles foram separados na prisão. Hannah com sua filha mais nova e seu marido com o filho, ainda adolescente. Durante muito tempo, eles foram ameaçados, torturados, privados de água e comida e trancados em solitárias. Além disso, presenciaram muitas mortes na prisão. Mas pela graça de Deus, um dia foram libertados e voltaram à antiga casa onde viviam.

Decidiram não ficar ali e tentar fugir para a Coreia do Sul. Hannah e sua filha foram primeiro, e seu marido iria um mês depois. Mas, isso nunca aconteceu. Ele morreu por causa dos maus tratos recebidos na prisão. Hannah demorou para descobrir onde o filho estava. Soube que hoje ele vive com familiares.

Um clamor da alma

A família vive separada. Uma das filhas ainda está na China com o marido, Hanna e as demais filhas vivem na Coreia do Sul e o filho ainda está na Coreia do Norte,correndo riscos por ser cristão. A oração de Hannah é que um dia, eles estejam todos juntos novamente na Coreia do Sul. Coloque a vida da família de Hanna em suas orações. Clame para que haja restauração e que eles possam viver unidos e em segurança novamente.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||