Crianças cristãs torturadas pelo E.I. buscam abrigo na Turquia

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

11 de novembro de 2014.

 

"É por isso que eu choro; as lágrimas inundam os meus olhos. Ninguém está por perto para consolar-me, não há ninguém que restaure o meu espírito. Meus filhos estão desamparados porque o inimigo prevaleceu." Lamentações 1.16

O profeta Jeremias parece descrever em seu livro o que acontece na Síria, hoje. AHuman Rights Watch informou que mais de 150 crianças curdas (maioria cristã) foram espancadas por membros do EI e obrigadas a assistir a vídeos de decapitações durante seis meses. Reféns só foram libertados após completarem a "educação religiosa".

 Os meninos disseram que não receberam explicações para a libertação, exceto a de que a "educação religiosa" tinha acabado. As últimas crianças liberadas estão agora buscando abrigo na Turquia, segundo a organização de direitos humanos.

Os sequestradores, que vieram da Síria, Jordânia, Líbia, Tunísia e Arábia Saudita, teriam dito às crianças mais velhas que dessem o endereço de parentes, ameaçando: "Quando nós formos a Kobane, vamos pegá-los e cortá-los em pedaços”.

Outras crianças curdas e adultos ainda estão em cativeiro, segundo a ONG. O Estado Islâmico também é acusado de manter cerca de dez reféns ocidentais, incluindo jornalistas estrangeiros.
O grupo conquistou territórios do Iraque e da Síria, e seus combatentes mataram ou expulsaram os muçulmanos xiitas, cristãos e outros integrantes de comunidades que não compartilham a interpretação estrita do Alcorão.

As crianças relataram que eram forçadas a rezar cinco vezes por dia e que eram submetidas à educação religiosa intensa. “Aqueles que não estavam em conformidade com o programa foram espancados. Eles nos batiam com uma mangueira verde ou um cabo grosso. Também bateram nas solas dos nossos pés", contou um dos meninos. "Algumas vezes, encontravam motivos para nos espancar sem razão. Eles nos fizeram decorar trechos do Alcorão e batiam em quem não conseguia aprendê-los”.

O papel da Igreja Perseguida na Síria é resistir à perseguição crendo que Deus está no controle; o nosso papel como família da fé é orar pelos cristãos perseguidos identificando-nos com eles e crendo que Deus responde ao clamor de seus filhos.

Pedidos de oração

 

  • Peça a Deus que use de misericórdia para com seu povo e proteja cada família, em especial as crianças.
  • Clame pelo fortalecimento da Igreja a fim de que possa liberar perdão aos perseguidores e permanecer firme na fé em meio à situação tão cruel e adversa.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||