Crianças cristãs sofrem com o trauma da violência

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

18 de novembro de 2014.

 

A Portas Abertas está no Iraque e na Síria trabalhando para ajudar mulheres, homens e crianças que fugiram de suas comunidades para salvar suas vidas. Colaboradores da organização têm abrigado famílias, fornecido alimentos, roupas, aconselhamento para situações de trauma e educação.

Além dessas áreas cruciais, há um aspecto diferente, extremamente importante da atuação da Portas Abertas nesses dois países: a criação de espaços especiais para crianças.

O medo e a insegurança são constantes e caminham em paralelo ao que as crianças estão enfrentando em meio à violência na Síria e no Iraque: a ameaça de decapitações, execuções em massa, agressões, deslocamentos e remoções forçadas de suas casas.

Estas são realidades que marcam qualquer adulto pelo resto da vida – e as crianças estão resistindo a essas ameaças diariamente. Algumas já viram membros da família sendo mortos na frente delas. Os horrores que estas crianças enfrentam são inimagináveis.

É por isso que a Portas Abertas está empenhada em criar áreas supervisionadas onde as crianças afetadas pela guerra possam ser simples crianças de novo. Esses espaços proporcionam a elas a oportunidade de participar de jogos educativos, retomar seu desenvolvimento educacional, desenhar, ouvir música, assistir vídeos e brincar com outras crianças.

É um pequeno passo que tem o objetivo de, a longo prazo, recuperar milhões de crianças.

Em tempo de guerra é essencial pensar sobre o impacto da violência e trauma na próxima geração. Possibilitar lugares como esses para as crianças é um dos aspectos mais importantes do ministério. Além disso, como o inverno está chegando, a Portas Abertas tem mobilizado apoio para fornecer roupas quentes, abrigo e outros itens necessários para que as crianças e seus familiares possam enfrentar o frio rigoroso.

As crianças são o futuro da comunidade cristã. É fundamental protegê-las, incentivá-las, apoiá-las, investir nelas. Contribua e nos ajude a manter a Igreja viva no Iraque.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||