Coreia do Norte: Crer em Jesus é uma atitude antigovernamental

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

08 de outubro de 2016.

08-mulher-campo-trabalhando-coreia-do-norte

O simples fato de ter uma Bíblia em mãos é visto como uma afronta ao governo norte-coreano; ouvir a respeito do evangelho coloca uma pessoa em risco de prisão e até execução

O ano de 2016 começou com algumas fugas de cidadãos da Coreia do Norte, pessoas influentes para o governo como mostra a matéria Onda de deserções afeta ainda mais a vida de cristãos. O motivo é o controle social elevado das autoridades e a paranoia ditatorial de Kim Jong Un. Os cristãos que vivem lá são muito pressionados por não praticarem o “culto à família Kim”. Na nação mais fechada do mundo, em todos os sentidos, ser um cristão pode significar a morte.

Os trabalhadores de campo que moram em regiões fronteiriças estão ainda mais expostos a situações de risco, tais como sequestros e ataques violentos. Alguns conseguem fugir, é o caso da senhora J, uma refugiada norte-coreana que, atualmente, vive na China. Agora ela pode estudar a Bíblia com um grupo de mulheres, mesmo sendo vigiada pelo marido e alguns parentes que não aceitam sua conversão ao cristianismo.

Mas para quem fica na Coreia do Norte, o simples fato de ter uma Bíblia em mãos é visto como uma atitude antigovernamental. Ouvir a respeito do evangelho coloca uma pessoa em risco de prisão e até execução. Mesmo assim, milhares de pessoas preferem correr esse risco para continuar a seguir Jesus Cristo. Manter a chama da fé sempre acesa, para eles, é um ato de coragem e muita ousadia.

Pedidos de oração

  • Ore pelos cristãos presos em campos de trabalho forçado, peça a Deus para fortalecê-los a cada novo dia.
  • Em suas orações, interceda pela senhora J, pela sua liberdade de aprender mais de Cristo e também pela sua proteção.
  • Ore pelos cristãos perseguidos da Coreia do Norte e também peça ao Senhor para que a família Kim seja impactada pelo amor de Jesus em seus corações.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||