Confrontos podem afetar minorias cristãs

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de setembro de 2015.

Forças armadas da Turquia são atacadas por um dos partidos do país

Segundo informações da imprensa local, a Aliança Evangélica Mundial vai inaugurar o Museu do Genocídio Armênio, na cidade libanesa de Byblos. O ocorrido também será tema de uma exposição de artes e de um filme, que serão lançados na cidade turca de Istambul.

Segundo relatórios da Portas Abertas: "Desde julho de 2015, o nacionalismo violento surgiu novamente na Turquia quando o PKK (Parti Karkerani Kurdistan - Partido dos Trabalhadores do Curdistão) atacou as forças armadas e os policiais turcos".

Muitos enxergam isso como um retorno aos anos 90. O nacionalismo do país sempre foi a principal causa para a negação do genocídio armênio. Embora tenha havido movimentos cautelosos por parte do governo turco, nos últimos anos, os novos confrontos podem ter repercussões para outras minorias, em especial para os cristãos.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||