Conflito entre cristãos e fulani traz consequências

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

13 de setembro de 2017.

 

Muitos estudiosos que analisam a situação na Nigéria acreditam que a violência em todo o Cinturão Médio – região que divide o norte e o sul do país –, e que tem sido relatada há algum tempo, já foi responsável por mais mortes do que Boko Haram.

Como Emmanuel Akinwotu, jornalista especialista na Nigéria, escreveu no ano passado, o conflito entre os fazendeiros indígenas (principalmente cristãos) e os pastores de cabras fulani (principalmente muçulmanos), é antigo e não mostra sinais de melhora, à medida que os impactos das mudanças climáticas se intensificam e geram privações a ambas comunidades.

Enquanto o conflito é mais intenso no sul de Kaduna – estado no centro do país –, outros estados, como Nasarawa, enfrentam uma violência um pouco menor. Isso, no entanto, é pode significar aumento da instabilidade. A situação faz com que fazendeiros cristãos fujam e vivam deslocados internamente no país.

Uma vez que a maioria dos deslocados são cristãos que dependem da agricultura para subsistência, a escassez de alimentos é um risco para eles e para a comunidade em geral. “Conflitos significam que muitos cristãos serão privados de acesso à educação, cuidados médicos e o conforto de suas casas”, diz um colaborador da Portas Abertas.

Pedidos de oração

  • Interceda pela paz de Deus para as famílias em conflito.
  • Peça a Deus que o amor de Jesus encontre os muçulmanos fulani.
  • Ore por provisão de recursos e alimentos para suprir os cristãos deslocados.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||