Como vivem os cristãos na Etiópia

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

25 de junho de 2017.

 

Seguidores de Cristo não podem participar de reuniões de adoração e as crianças enfrentam hostilidade nas escolas, por causa da fé de seus pais

Etiópia, que ocupa o 22º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição, é um dos primeiros países da África a aceitar o cristianismo. Lá, existem muitos grupos étnicos, dos quais alguns tratam de forma hostil os seguidores de Cristo. Em alguns lugares as regiões estão interligadas pelo islã e o partido no poder bloqueou todos os canais para a liberdade de expressão e de reunião, e também tentou controlar todas as instituições religiosas buscando conter desavenças.

Possuir materiais cristãos e participar de reuniões de adoração são práticas cada vez mais difíceis. Há vários problemas específicos a serem enfrentados, um deles, por exemplo, é enterrar um cristão, o que é muito difícil em áreas onde muçulmanos dominam. Crianças cristãs são obrigadas a frequentar escolas islâmicas e são perseguidas por causa da fé de seus pais.

Por meio de parceiros locais e igrejas, a Portas Abertas apoia os cristãos etíopes há mais de 30 anos. O trabalho é focado em prepará-los para enfrentar a perseguição, fortalecendo a fé e ajudando-os a compartilhar o evangelho com seus vizinhos. É na vida privada que os cristãos mais enfrentam perseguição, além disso, o extremismo islâmico tem aumentado rapidamente, representando uma nova ameaça para o Estado e para os cristãos. Ore pela Igreja Perseguida na Etiópia.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||