Como será a Páscoa para os cristãos egípcios?

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

15 de abril de 2017.

“Alguns estão com medo de ir à igreja nesse domingo, mas eu percebo que a maioria está disposta a celebrar a vitória em Cristo; ele nos faz vencer o medo e a morte”

Durante as comemorações do Domingo de Ramos, duas igrejas no Egito, uma em Tanta e outra em Alexandria, foram atacadas por militantes islâmicos. No total, 49 pessoas foram mortas e mais de 100 ficaram feridas. A equipe da Portas Abertas conversou com Arif *, um parceiro e líder cristão no Egito. Ele e sua família estavam a caminho da igreja quando souberam dos ataques. “O clima era bom e eu estava feliz, até que li a notícia do primeiro ataque, em Tanta. Fiquei chocado. As pessoas estavam ali celebrando a fé, em paz. Senti muito pelos nossos irmãos”, disse.

Arif conta que, em pouco tempo, soube do segundo ataque, em Alexandria. “Liguei novamente o celular e li a notícia. Eu vi a tristeza nos olhares das pessoas, membros da igreja. Todo o nosso país está sendo alvo nesse momento, até mesmo os militares estão sendo atacados”, conta. O líder explicou que os feridos e as famílias que estão preparando os funerais de seus entes queridos estão recebendo ajuda através do ministério de presença. “Depois vamos avaliar o tipo de ajuda que nossos irmãos precisarão a longo prazo”, explicou.

Ele também disse que nos treinamentos de discipulado e nas conversas com líderes de igrejas, eles tentam conscientizar para o fato de que a perseguição faz parte da vida cristã. Ao ser questionado sobre a Páscoa no Egito, ele disse: “Alguns estão com medo de ir à igreja nesse domingo, mas eu percebo que a maioria está disposta a celebrar a vitória em Cristo. Ele nos faz vencer o medo e a morte”. Alif contou que algumas igrejas decidiram cancelar a reunião de Páscoa e simplesmente se manter em oração. As demais vão comemorar a ressurreição de Jesus.

Certos de que a perseguição vai piorar para a igreja no Egito, o colaborador pede a todos que intercedam pela paz: “Tomara que eu esteja errado, mas outros ataques não me surpreenderiam. Por isso, nos ajudem a orar por proteção. Que todos os cristãos ao redor do mundo também clamem pelos perseguidores e por aqueles que ainda planejam o mal contra nós. Peçam para que muitos ‘Saulos’ sejam transformados em ‘Paulos’ nessa nação.”

*Nome alterado por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||