China: Governo vai abrir mais 10 mil escolas “confucionistas”

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

04 de novembro de 2015.

 

De acordo com informações do jornal China Daily, a China anunciou seu plano de abrir 10 mil escolas "confucionistas" nos próximos anos, o que representa um aumento extremamente maior do que as já existentes, que são apenas 100.

A "escola confucionista" faz parte da organização pública e está afiliada ao Ministério da Educação da China, com o objetivo de promover a língua chinesa, bem como sua cultura, promovendo os intercâmbios internacionais. O programa do Instituto Confúcio, criado em 2004, regido por um Conselho de líderes do Partido Comunista da China, pode influenciar sobre a liberdade acadêmica dos cidadãos chineses.

Segundo um analista da Portas Abertas: "Há suspeitas sobre a decisão do governo em aumentar consideravelmente o número de escolas desse gênero. Há estudiosos dizendo que o foco dessas escolas não é ensinar a língua chinesa ou promover a cultura do país, mas propagar a ideologia dos governantes".

O recente anúncio reforça um crescente conservadorismo ideológico que também afeta a minoria cristã. Especialistas políticos explicam que para o governo chinês, nem o comunismo e nem o capitalismo são suficientes para governar o país, e que é necessário ter um fundamento filosófico, justificando as decisões dos líderes. "Para os cristãos, isso pode indicar um ambiente ainda mais hostil, onde o cristianismo nunca foi bem-vindo", alerta o analista.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||