China: Apesar da perseguição, igreja cristã cresce

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

16 de agosto de 2015.

 

Um dos países mais populosos do mundo. Um dos mais prósperos. E um dos em que ser cristão pode custar a Vida.

Nos últimos anos, a situação dos cristãos na China melhorou consideravelmente, embora a situação neste país, um dos maiores do mundo, seja extremamente diversificada. Os poucos cristãos de uma minoria étnica ainda enfrentam mais restrições e limitações graves, nas esferas familiares e de comunidade, o que deu à China o 29º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa 2015. Outro aumento pode ser visto na esfera da igreja, o que reflete um aumento no monitoramento e ação contra as igrejas, especialmente na província de Zhejiang.

A fonte de perseguição continua sendo o governo comunista que controla todas as atividades religiosas em igrejas registradas, ou não, e em igrejas até mesmo reconhecidas pelo Estado.

Apesar disso, a igreja cristã na China continua crescendo.

Este especial fala sobre isso. Testemunhos de irmãos e irmãs que, contrapondo a todos os contras e ameaças, continuam indo, pregando e ensinando a Palavra de Deus. Como Enlai* e Heidi*, que evangelizam e discipulam famílias chinesas e podem ver, em lugar de tristeza, dor e deserto, um lindo jardim florido sendo cultivado pelo Senhor.

Desde agora e ao longo deste final de semana, convidamos o leitor a orar e clamar a Deus por essa nação. Para que haja paz e alegria aos cristãos perseguidos (essa paz que o irmão Zhang já sente e proclama: "Não tenho dinheiro ou conforto, mas tenho alegria e paz que não poderiam ser comprados com dinheiro algum").

Ore também pelo perseguidor, que está nas famílias, governo, em sua maioria budistas ou muçulmanos. Que eles conheçam a Verdade e Vida que é Jesus Cristo, se convertam do seu mau caminho e também encontrem a paz.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||