CAZAQUISTÃO: Presos por divulgar o evangelho

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

28 de janeiro de 2016.

 

Cristãos são acusados de agir contra a segurança nacional

De acordo com relatórios da Portas Abertas, o canal de TV estatal do Cazaquistão anunciou que as igrejas evangélicas instaladas no país, plantadas por missionários ocidentais "não passam de uma seita". O apresentador repetiu isso várias vezes, e como ele tem grande audiência televisiva, causou um desconforto ainda maior para os cristãos, que agora são mais observados do que antes e de forma negativa.

Cazaquistão que ocupa o 42º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa 2016, não reserva um futuro animador para os seguidores do cristianismo. A nação tem um governo de características ditatoriais, com forte influência do extremismo islâmico. A pressão aumentou sobre os cristãos, principalmente para os ex-muçulmanos. O regime governamental está trabalhando constantemente para aumentar seu controle sobre toda a sociedade, usando a ameaça do islamismo radical para restringir ainda mais a liberdade.

Quatro cristãos foram condenados a um ano de prisão por difundir o evangelho no país. "Nossos irmãos Amin Khaki, Hossein Harounzadeh, Mohammad Bahrami e Rahman Bahmani, pedem para que oremos por eles. Eles deverão comparecer ao Tribunal no dia 1 de fevereiro para um novo julgamento. Na ocasião da prisão, eles foram levados de olhos vendados e interrogados durante horas por agentes de segurança que estavam armados. Eles são acusados de ação contra a segurança nacional.

Pedidos de oração

 

  • Ore pelos quatro cristãos para que o Senhor mude a sentença deles e os livre da prisão.
  • Peça para que o Espírito Santo esteja com eles o tempo todo, conduzindo suas palavras e ações, durante o julgamento.

 

  • Ore para que o juiz seja tocado pelo amor de Cristo e que enxergue a realidade do evangelho. Lembre-se: "A oração de um justo é poderosa e eficaz". (Tiago 5.16)

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||