Casal é condenado por envolvimento em ataques na Indonésia

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de março de 2019.

Em maio de 2018, ataques terroristas a três igrejas em Surabaia, na Indonésia, fizeram 15 vítimas fatais. Agora um tribunal distrital da capital Jacarta condenou um casal à prisão pelo papel de alistar a família dos homens-bomba. Em 14 de março, Agus Satrio Widodo, de 35 anos, foi condenado a 8 anos de prisão e sua esposa, Damayanti, pegou uma pena de 37 meses de prisão. Eles foram condenados com base em acusações relacionadas a conspiração criminosa e terrorismo e por ter explosivos usados em ataques em casa.

Os bombardeios às igrejas de Surabaia, a segunda maior cidade da Indonésia, foram realizados por seis membros da mesma família. O pai, de 47 anos, matou seis pessoas na Igreja Pentecostal de Surabaia. Dois filhos, um de 17 e outro de 15 anos, mataram seis pessoas na Igreja Católica Santa Maria. A mãe, 43, e as duas filhas (de 12 e 9 anos) feriram um segurança na Igreja Cristã Indonésia Diponegoro. Outra família de suicidas muçulmanos atacaram uma delegacia no mesmo dia, matando três pessoas.

No total, os ataques fizeram 24 mortos: 15 vítimas inocentes e 9 das duas famílias de homens-bomba. Outras 30 pessoas ficaram feridas. Ainda em março, o tribunal condenou um terceiro suspeito, Syamsul Arifin, a dez anos de prisão por treinar militantes para atacar o exército e a polícia. Os bombardeios de 2018 foram os primeiros realizados contra igrejas em Surabaia, uma área historicamente sem tensão sectária.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||