Butão: Fé, perseverança e determinação

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

21 de março de 2017.

 

“Eu me mantive firme na fé e frequentei as aulas; há seis anos que tomei a decisão de seguir a Cristo e estou mais forte do que nunca”

“Desde que comecei a ser alfabetizada, muitas coisas mudaram para mim. Sou capaz de ler a Bíblia e entender a palavra por mim mesma. Agora posso compartilhar esse testemunho e até mesmo falar à igreja qual a compreensão que tenho sobre Deus. Sinto-me mais confiante e posso ler artigos e cartas”, Marta* disse com alegria. Ela é apenas uma das muitas pessoas que se sentem realizadas no Butão por ter uma vida intensa com Cristo e por conseguir ter um contato mais próximo com a Bíblia através da leitura. Sendo uma fazendeira e tendo como principal tarefa cuidar dos rebanhos, ela certamente teve que administrar seu tempo para estudar, mas garante que valeu a pena.

No início, meus vizinhos faziam advertências sobre a minha escolha e tentavam me desanimar. “Se você está indo à igreja, o governo vai descobrir o que você está fazendo e então vão prender você”, eles diziam. “Mas eu me mantive firme na fé e frequentei as aulas. Há seis anos que tomei a decisão de seguir a Cristo e estou mais forte do que nunca. Tenho encorajado meus amigos a participar das aulas também. Quatro dos meus filhos também participam, desde o ano passado”, conta ela. Suzane*, uma das filhas, tem 23 anos e participa do programa. “Eu era totalmente analfabeta”, explica.

Agora a jovem lidera a juventude de Geylegphug, cidade onde vive e que fica no distrito de Sarpang. O líder cristão Lazarus* é o responsável pelo Programa de Alfabetização de Adultos da Portas Abertas nessa região do Butão. Ele recebeu treinamentos e treinou outros quatro professores desde então. O líder conta que enfrenta vários desafios, especialmente quando ensina idosos. “Eles têm dificuldade de se concentrar por muito tempo e não entendem de imediato. Mas, seguramos suas mãos com carinho e eles conseguem escrever seus nomes”, disse ele com um sorriso. É esse amor e essa determinação que marcam a história da igreja no Butão, país que ocupa o 30º lugar na atual Lista Mundial da Perseguição. Ore por essa nação.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||