Boko Haram intensifica ataques antes das eleições

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de janeiro de 2019.

As eleições na Nigéria estão previstas para 16 de fevereiro e segurança é um grande motivo de oração em tempos de eleições no país. Conforme o pleito se aproxima, o Boko Haram está intensificando os ataques no nordeste. Grupos armados mataram mais de 100 soldados e apreenderam um enorme estoque de armas em confrontos no nordeste da Nigéria desde 26 de dezembro. De acordo com um relatório divulgado no dia 18 de janeiro pelo Global Protection Cluster no Chade, um grupo de agências de ajuda lideradas pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). Os ataques da facção da Província da África Ocidental (ISWAP) do Boko Haram intensificaram-se nas últimas semanas e obrigaram milhares de pessoas a fugir para áreas mais seguras no próprio país e no vizinho, Chade. O governo negou o número de soldados mortos.

Em dezembro de 2018, o ISWAP tomou a cidade de Baga, onde está baseada uma força multinacional formada pela Nigéria, Chade, Camarões e Níger para combater os militantes. Segundo a agência de notícias Reuters, o Boko Haram matou cerca de 30 mil pessoas e forçou cerca de dois milhões de pessoas a fugirem de suas casas desde o início dos conflitos, em 2009.

Enquanto isso, o governo disse que há evidências de que os militantes do Boko Haram estão planejando realizar ataques em toda a Nigéria antes das eleições de 16 de fevereiro. O ministro da Informação, Lai Mohammed, disse que os rebeldes estão mobilizados para fazer ataques maciços e outros atos de violência em pelo menos 10 dos 36 estados da Nigéria.

Pedidos de oração

  • Peça ao Senhor para frustrar os planos dos malfeitores e por eleições pacíficas, livres e justas, pela proteção do Senhor sobre seus filhos e que os eleitores saiam em grande número para votar com sabedoria.
  • Ore para que Deus coloque no poder um presidente que respeite os direitos humanos e possa trazer a estabilidade necessária para a Nigéria.
  • Clame para que a Igreja Perseguida da Nigéria seja uma testemunha fiel de Cristo durante as eleições.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||