Boko Haram continua espalhando caos na Nigéria

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

02 de setembro de 2015.

 

Ao todo, são pelo menos 15 mil mortos e 1,5 milhão de deslocados desde 2009. O conflito parece não cessar tão cedo

Três vilarejos foram atacados no último final de semana, os relatos são dos sobreviventes. Quase 80 pessoas foram mortas por supostos membros do grupo jihadista Boko Haram. "Eles chegaram a cavalo e começaram a disparar indiscriminadamente. Todos tentaram fugir. Voltamos depois e encontramos mais de 60 corpos", relatou um morador de Banu, Aisami Ari.

No ataque da sexta-feira à noite (28) contra o vilarejo de Banu, 68 pessoas foram mortas, enquanto onze outras morreram nos vilarejos vizinhos no sábado e no domingo. As ofensivas do grupo Boko Haram, que busca impor um sistema islâmico radical na Nigéria, deixou ao menos 15 mil mortos e 1,5 milhão de deslocados desde 2009.

O reverendo Samuel Dali, líder de uma igreja cristã na Nigéria, informou aoChristian Post parte do caos que o país tem enfrentado. "70% das nossas igrejas foram destruídas pelo Boko Haram nos estados de Adamawa, Yobe e Borno. Mais de oito mil de nossos membros foram mortos, 176 das meninas sequestradas em Chibok são de nossas igrejas", disse Dali, que é o presidente nacional da uma denominação.

Como consequência, além da dor pelas tragédias, muitos pastores que eram responsáveis por essas igrejas perderam seus empregos, por causa da destruição. A luta do grupo terrorista islâmico contra as forças armadas nigerianas para controlar cidades se iniciou em 2009 e levou o país a um estado de terror. Na semana passada, mais 150 pessoas foram mortas pelo grupo, durante uma tentativa de invadir a aldeia Kukuwa-Gari.

Pedidos de oração

  • Diante desse cenário, fica para nós o papel de interceder por nossos irmãos que verdadeiramente não negam o nome de Cristo.
  • Ore para que a igreja livre sinta esse amor vivido por nossos irmãos perseguidos. Eles mostram que amam ao Senhor com tudo o que podem e têm, inclusive suas vidas.
  • A perseguição religiosa é bíblica e sabemos que ela é cumprimento da Palavra, mas clame ao Senhor para que a intensidade dos ataques do Boko Haram diminua.
  • Por fim, ore para que eles, os perseguidores, possam encontrar Cristo de alguma forma.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||