Atuação efetiva na reconstrução da Síria

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

22 de julho de 2018.

 

Na Revista Portas Abertas deste mês mostramos histórias de famílias na Síria que estão recomeçando suas vidas. Roger*, o coordenador da Portas Abertas no país, compartilhou um pouco sobre o trabalho que vem sendo realizado. “Eu estou muito impressionado com os líderes das igrejas na Síria. Eles dizem ‘Deus nos chamou, nós sabemos que devemos estar aqui’. E temos visto grande coisas acontecendo. Entre elas, pessoas buscando a fé e muçulmanos se convertendo. Os líderes das igrejas arriscam suas vidas, mas isso tem um impacto nas pessoas”, ele conta.

O trabalho de ajuda da Portas Abertas na Síria teve início em 2008, porque já havia perseguição a cristãos ex-muçulmanos e discriminações contra as igrejas. No mesmo ano, com a crise no Iraque, muitos refugiados vieram para o país. As igrejas entraram em ação por meio de ajuda emergencial e treinamento pós-trauma. Entre as primeiras ações da Portas Abertas no país estão a distribuição de Bíblias e lieratura cristã e alguns discipulados para cristãos de igrejas domésticas.

Em 2010, foi realizada uma conferência de oração que reuniu 450 líderes e membros de igrejas. O Irmão André, fundador da Portas Abertas, esteve presente e falou sobre os custos de seguir a Jesus. Isso aconteceu apenas alguns meses antes da guerra começar. No inverno de 2010/2011, a chamada Primavera Árabe foi manchete pelo mundo. Em março de 2011, os sírios foram às ruas e em breve os protestos se tornariam violentos. A igreja de Homs pediu ajuda e naquele período a Portas Abertas era a única com uma rede ampla no país.

Os esforços para ajudar os desabrigados cresceram ao longo dos anos. A maior parte do orçamento foi destinada para ajuda emergencial e projetos de reconstrução. Outra ajuda importante foi a atuação dos parceiros. “Nossos apoiadores têm encorajado os cristãos. Reuniões de oração nas igrejas, iniciativas de pastores, campanhas de conscientização. Tudo isso tem encorajado a igreja na Síria. Eles se alegram porque não foram esquecidos”, explicou Roger. Além disso, muitos estiveram ao lado dos irmãos sírios por meio de ajuda financeira e envio de cartões.

Uma questão de sobrevivência
Você também pode ajudar na reconstrução da vida de cristãos da Síria, permitindo que continuem no país. Tendo onde morar e com as necessidades básicas supridas, esses irmãos poderão ajudar no papel de reconstrução da nação. Por meio da sua doação, eles receberão itens de primeira necessidade para que experimentem a cura necessária para um recomeço.

Pedidos de oração

  • Agradeça a Deus pela vida dos cristãos que permaneceram na Síria e por aqueles que estão voltando e reconstruindo as cidades.
  • Ore para que depois de se instalarem, os cristãos tenham condições de se desenvolver, com educação e trabalho.
  • Clame pelo fim da guerra e para que tenham paz e justiça. Peça por um ambiente em que cristãos possam desfrutar de igualdade e respeito.

* Nome alterado por segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||