Ataque químico na Síria atinge região cristã?

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

07 de abril de 2017.

A cidade de Homs que foi atingida através do ataque químico na Síria, na última noite, já tinha algumas áreas livres do Estado Islâmico e os cristãos já estavam repovoando alguns bairros e reabrindo igrejas

O primeiro ataque bélico, ou seja, um ataque “em meio à guerra” com armas, de Donald Trump contra a base militar do presidente sírio, Bashar Al-Assad, nessa quinta-feira, foi uma retaliação pelo ataque químico na Síria contra civis, no início da semana, onde mais de 80 pessoas morreram, entre elas várias crianças. “Nenhum filho de Deus deveria passar por tanto horror”, disse Trump. Ele ordenou que navios de guerra dos EUA, lançassem entre 50 a 60 mísseis de cruzeiro Tomahawk, em uma base aérea do governo sírio, exatamente de onde saíram as armas químicas.

O presidente dos EUA disse que Assad “enganou os desamparados” e que o ataque químico na Síria utilizou armas mortais proibidas (gás sarin). O governo sírio nega. “Esta noite chamo todas as nações civilizadas para buscar um fim à matança e ao banho de sangue na Síria”, anunciou Trump, alertando que a nação ignorou o Conselho de Segurança da ONU. Durante o ataque americano, aviões e pistas em base aérea, perto de Homs, foram atingidos. O número de mortos não chega a 10, mas essa informação ainda não foi definida.

Talal Barazi, governador de Homs, disse à agência de notícias Reuters que a investida serve aos objetivos do Estado Islâmico. As opiniões dos governantes de vários países se dividem. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, que é aliado de Assad, condenou a ação e disse através de um porta-voz, que o ataque afetou seriamente os laços entre Washington e Moscou. A ONU não consegue aprovar um texto contra o regime sírio porque a Rússia se opõe.

Lembrando que Homs, cidade que foi afetada pelo ataque químico na Síria, na última noite antes do ataque, já tinha algumas áreas livres do Estado Islâmico e os cristãos já estavam repovoando alguns bairros e reabrindo igrejas. Leia mais na matéria “Estamos voltando”. Infelizmente, esse cenário pode mudar o rumo da história, mais uma vez, pois quanto mais conflitos e instabilidade, mais os extremistas islâmicos reforçam sua presença no país. Ore por essa nação, pelos cristãos perseguidos que vivem nessa região e pelos governantes envolvidos.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||